Valores

Mitos que cercam crianças autistas

Mitos que cercam crianças autistas


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Sabemos cada vez mais sobre o autismo, um distúrbio permanente do desenvolvimento que se manifesta nos primeiros três anos de idade de uma criança. São estudos que têm contribuído para desmontar mitos ou desinformação que circulam na sociedade.

1. A inteligência da criança autista. Entre as lendas urbanas que circulam sobre o autismo, a mais difundida é a crença generalizada de que pessoas com autismo possuem inteligência normalizada ou até superior à média, mas estudos sobre o QI de pessoas com autismo mostram o oposto: 75 por cento das pessoas com autismo ter uma deficiência intelectual associado a este transtorno.

2. Falta de afeto materno? Outro mito que mostra que o autismo era uma doença muito desconhecida para a população em geral é que durante anos se pensou que a causa do autismo era falta de afeto materno. No entanto, da mesma forma, as investigações realizadas mostraram que, neste sentido, nada mais há da verdade.

O afeto materno não influencia o desencadeamento desse transtorno em crianças, pois agora se sabe que o autismo se deve quase 90 por cento a causas hereditárias.Sua origem é devido a uma anormalidade nas conexões neuronais que é atribuível, freqüentemente, a mutações genéticas.

No Dia Mundial do AutismoAlgumas organizações, como a Confederação Espanhola de Organizações a Favor das Pessoas com Deficiência Intelectual (FEAPS), afirmam acabar com estereótipos que prejudicam a imagem social das pessoas com esse transtorno. Por isso, as organizações querem, mais do que nunca, informar a sociedade para que seja oferecido apoio às pessoas autistas, que são capazes de se comunicar, ainda que de forma diferente.

E é que o autismo é um distúrbio de desenvolvimento permanente e profundo. Afeta a comunicação, a imaginação, o planejamento e a reciprocidade emocional. Os sintomas, em geral, são a incapacidade de interação social, isolamento e estereótipos (movimentos descontrolados de algum membro, geralmente das mãos).

Para melhorar sua situação, crianças com autismo podemusar comunicação alternativa, sistemas gestuais ou de compartilhamento de imagens que ajudam na comunicação. Saber de antemão as tarefas que vão realizar ou os alimentos que vão comer ajuda-os a estabelecer uma rotina fixa que lhes dá muita segurança.

Marisol New. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Mitos que cercam crianças autistas, na categoria Autismo no local.


Vídeo: Por que crianças com tea tem dificuldades relacionadas ao sono? AUTISMO - EP#77 (Janeiro 2023).